Filme brasileiro reescreve carta contra o estigma do HIV



Um apanhado de três décadas de história do HIV e da aids no Brasil está no #documentário Carta para Além dos Muros, dirigido por André Canto. O filme, que estreou em setembro de 2019 está disponível no Netflix. Ele mostra a cronologia da epidemia de HIV no país por meio de relatos de especialistas e ativistas de diversas gerações e é conduzido por uma narrativa inspirada no trabalho de Caio Fernando de Abreu, que deu nome ao filme.


Apesar da constante evolução na resposta médica e científica em relação ao desenvolvimento de terapias capazes de lidar de maneira mais efetiva contra o #HIV, ainda há muito preconceito em relação às pessoas que vivem com a infecção. É com o objetivo de quebrar a falta de informação que o filme-documentário mostra como a doença ainda gera situações de medo, insegurança e exclusão.


Através da costura desta complexa colcha de retalhos, o #filme investiga e expõe o estigma e a discriminação como produtos de uma sociedade que insiste em manter marginalizadas as pessoas que vivem com HIV, mesmo 30 anos depois do início da epidemia. A produção explica o conceito de "populações vulneráveis", que designa de forma mais precisa, respeitosa e humana, as populações que, historicamente, encontram-se em situações de maior risco de exposição ao HIV.


#CartaParaAlémDosMuros é o primeiro do gênero a refazer a cronologia do HIV e da aids no país e encabeça o projeto #PrecisamosFalarSobreIsso, que também conta com uma série documental para a TV e um livro-reportagem, que relatará todo o processo de pesquisa e realização. A obra conta com depoimentos de 36 pessoas, como o da dermatologista Valéria Petri, que identificou o primeiro caso de #aids no Brasil, dos médicos Dráuzio Varella, Ricardo Tapajós e Rosana Del Bianco, dos ex-ministros da Saúde José Serra e José Gomes Temporão, e da mãe de Cazuza, Lucinha Araújo.


O vídeo para o canal foi gravado no segundo semestre de 2019, mas por problemas técnicos só foi possível publicá-lo agora. Reforçando que o filme está disponível na Netflix. É imperdível!


REFERÊNCIAS

▶ Revista GALILEU: Documentário questiona por que ainda há tanto preconceito com pessoas que vivem com HIV. Set/2019.

▶ UNAIDS Brasil: Filme escreve ‘uma nova Carta para Além dos Muros’ para acabar com o estigma sobre o HIV. Out/2019.


REDES SOCIAIS

Instagram do Super Indetectável

Instagram do João Netto

Fanpage do Super Indetectável no Facebook

Face do João Netto

Twitter revolts do João

FALE COM A GENTE

Estamos nas redes sociais

Outras formas de contato